Olá caro leitor, se você é como eu e tem uma queda por orquídeas. Suas flores exóticas e caules graciosos encantam você. Mas manter felizes essas belezas meticulosas pode ser um desafio.

Não se preocupe! Com algumas dicas simples, você pode criar o ambiente perfeito para que suas orquídeas prosperem.

Agora, imagine encher sua casa com flores de orquídea vibrantes e aveludadas.

Pois, nesta postagem, exploraremos a iluminação, temperatura, umidade, mistura de envasamento, horário de rega e regime de alimentação ideais para ajudar suas orquídeas a produzir flores lindas e exuberantes.

Prepare-se para se tornar um profissional no cultivo de orquídeas!

Abordaremos tudo o que você precisa saber para dar às suas orquídeas e eventualmente, o que elas mais desejam.

Então, vamos começar!

Iluminação certa para o crescimento das orquídeas

Coloque orquídeas perto de uma janela

A coisa mais importante que você pode fazer pelas suas orquídeas antes de tudo, é fornecer-lhes bastante luz indireta e brilhante.

Coloque-os perto de uma janela voltada para leste ou oeste ou um local que receba muita luz natural durante o dia.

As janelas voltadas para o sul também podem funcionar, desde que você difunda a luz com uma cortina transparente.

Evite a luz direta do sul no meio do dia, pois isso pode queimar as folhas.

Use iluminação suplementar, se necessário

Porém, se você não tiver uma janela adequada, será necessário fornecer iluminação suplementar.

As luzes de cultivo são uma ótima opção e podem ser usadas do mesmo modo, junto com a luz natural ou sozinhas.

Contudo, procure uma lâmpada de espectro total que forneça luz na faixa de 6.500K, que imite a luz natural do dia.

Sendo assim, Coloque a luz 2 a 3 pés acima de suas orquídeas e deixe-a acesa por 12 a 16 horas por dia.

Fique atento a sinais de iluminação inadequada

Certifique-se de monitorar suas orquídeas em busca de sinais de que estão recebendo muita ou pouca luz.

Além disso, observe se as folhas ficarem amarelas ou a orquídea produzir flores de cor mais clara, provavelmente precisará de mais luz.

Por outro lado, se as folhas ficarem queimadas pelo sol, ficarem marrons e crocantes, ou se a orquídea não produzir flores, provavelmente está recebendo muita luz intensa.

Sendo assim, ajuste os níveis de luz ou localização de acordo.

Com a quantidade adequada de luz indireta e brilhante, seja de fontes naturais ou suplementares, suas orquídeas prosperarão e recompensarão você com lindas flores.

Então, fornecer a luz certa é a chave do sucesso com essas belezas exóticas!

Manter a temperatura e umidade ideais

Manter suas orquídeas na faixa de temperatura certa é fundamental.

Para as orquídeas mais comuns, aponte para 18 a 29° C. Se estiver muito quente, suas orquídeas podem sofrer estresse térmico, causando folhas moles e crescimento lento.

Muito frio e elas podem não florescer. O ideal é geralmente cerca de 21 a 23º C durante o dia e 10 graus mais frio à noite.

Contudo, a umidade também é importante. As orquídeas crescem naturalmente em climas tropicais, por isso precisam de umidade em torno de 50-70%.

Se o ar estiver muito seco, as folhas podem ficar com manchas marrons e secas. Mas, você pode aumentar a umidade com um umidificador, um borrifador ou uma bandeja de pedras.

As orquídeas podem ser exigentes com as mudanças de temperatura.

Evite colocá-los perto de aberturas de aquecimento/resfriamento ou na linha direta de fogo de aquecedores. As flutuações de temperatura podem chocar a planta e danificar as flores ou o novo crescimento.

Durante o inverno, as orquídeas geralmente precisam de um pouco menos de luz e água. Este período de descanso permite que a planta se recarregue para a estação de crescimento.

Reduza os fertilizantes no outono e inverno, quando o crescimento diminui.

Se houver uma onda de frio inesperada, pode ser necessário mover as plantas para dentro de casa.

Embrulhar plantas ao ar livre ou mover orquídeas em vasos para uma área protegida pode ajudar a protegê-las de quedas extremas de temperatura.

Assim que o tempo esquentar novamente, leve-os de volta para fora.

Controlando cuidadosamente a temperatura e a umidade, você terá suas orquídeas prosperando rapidamente.

Embora possa parecer muito trabalhoso, a recompensa por flores lindas e uma planta saudável e feliz vale o esforço!

Usando a mistura de envasamento adequada

O meio de envasamento que você escolher é crucial para a saúde de suas orquídeas. As orquídeas precisam de uma mistura porosa, mas que retenha a umidade, que permita o fluxo de ar para as raízes.

Solo de envasamento regular não corta e pode causar apodrecimento das raízes.

Uma mistura bem drenada

Você vai querer uma mistura que drene rapidamente e ao mesmo tempo retenha um pouco de umidade, como uma mistura de casca de árvore, perlita e carvão.

Procure uma mistura de orquídeas que contenha casca de abeto, musgo esfagno, perlita e carvão. Você também pode fazer o seu próprio combinando duas partes de casca de abeto, uma parte de perlita e uma parte de carvão.

Isso fornece drenagem e aeração, ao mesmo tempo que retém a umidade.

O nível certo de umidade

Mantenha o envasamento úmido, mas não encharcado. Como regra geral, regue suas orquídeas quando os primeiros centímetros da mistura para envasamento estiverem secos.

Você pode verificar isso facilmente enfiando o dedo alguns centímetros na panela. Se parecer seco, provavelmente é hora de regar.

Ao regar, despeje até que escorra pelos orifícios de drenagem no fundo da panela. Isso garante umidade uniforme em toda a panela.

Fertilizando a mistura

Durante a estação de crescimento, fertilize suas orquídeas a cada poucas semanas. Use um fertilizante balanceado para todos os fins com metade da dosagem recomendada.

A mistura para envasamento em si não contém nutrientes, então o fertilizante fornece o alimento que suas orquídeas precisam para produzir flores e folhagens saudáveis.

No outono e no inverno, reduza ou interrompa a alimentação à medida que o crescimento diminui.

Leia Também

Escolher uma mistura de envasamento adequada e mantê-la devidamente hidratada e fertilizada proporcionará o ambiente ideal para as raízes de suas orquídeas.

Combinadas com as condições certas de luz e temperatura, suas orquídeas irão prosperar e recompensá-lo com flores exóticas nos próximos anos!

Regando suas orquídeas corretamente

A coisa mais importante que você pode fazer pelas suas orquídeas é regá-las adequadamente.

As orquídeas são epífitas, o que significa que crescem em outras plantas e árvores, absorvendo a umidade do ar.

Por causa disso, suas raízes precisam de fluxo de ar e nunca devem ficar na água. Ao mesmo tempo, suas raízes podem secar rapidamente, portanto, manter o nível certo de umidade é fundamental.

Quando cerca de um centímetro superior do meio de envasamento estiver seco, provavelmente é hora de regar.

Quanto você deve dar a eles?

Despeje a água até que ela escorra livremente pelos orifícios de drenagem no fundo da panela. Isso garantirá que todo o sistema radicular esteja hidratado.

Para orquídeas em vasos decorativos sem furos de drenagem, retire a orquídea, regue, deixe escorrer completamente e coloque de volta no vaso.

Com que frequência você deve regar?

Como regra geral, regar a cada 7 a 10 dias é um bom ponto de partida. No entanto, isso pode variar com base em fatores como umidade, material do vaso e época do ano.

Para determinar se sua orquídea precisa de água, verifique o meio de envasamento com o dedo. Se a parte superior parecer seca, provavelmente está pronto para uma bebida.

Observe também as folhas da sua orquídea – se elas começarem a enrugar ou cair, ela está com sede. A água antes da planta mostra sinais visíveis de desidratação.

Que tipo de água você deve usar?

Água da chuva ou água destilada é melhor para orquídeas.

A água da torneira geralmente contém minerais e produtos químicos que podem se acumular no substrato e queimar as raízes.

Se a água da torneira for sua única opção, deixe-a descansar por pelo menos 24 horas antes de usar para que o cloro e o flúor possam evaporar.

A água que você usa deve estar em temperatura ambiente – nunca use água fria, pois isso pode causar choques na planta.

Seguindo essas dicas, você estará no caminho certo para hidratar adequadamente suas orquídeas.

Lembre-se de que as orquídeas preferem ficar muito secas do que muito molhadas; portanto, em caso de dúvida, é melhor deixar o substrato secar ligeiramente entre as regas.

Com umidade e umidade adequadas, suas orquídeas irão recompensá-lo com lindas flores!

Dicas adicionais de cuidados para ajudar suas orquídeas a prosperar

Verifique quando necessário

Fique atento aos sinais de que sua orquídea precisa ser repotenciada, como raízes saindo pelos orifícios de drenagem ou água escorrendo pelo vaso.

Aumente um tamanho e use uma mistura de orquídeas bem drenada. É melhor replantar na primavera, após a floração.

Remova todas as raízes mortas e coloque-as novamente em uma panela limpa.

Seguir essas dicas de cuidados ajudará a garantir que suas orquídeas prosperem nos próximos anos.

Preste muita atenção às suas necessidades e faça os ajustes necessários para proporcionar o ambiente perfeito para um crescimento saudável e vibrante.

Suas orquídeas irão recompensá-lo com suas flores exóticas e duradouras nas próximas estações!

Conclusão

Então aí está, tudo o que você precisa saber para criar o ambiente perfeito onde suas orquídeas possam prosperar e florescer lindamente.

Desde a escolha da mistura certa para envasamento até a manutenção da temperatura e umidade ideais, seguir estas dicas simples ajudará suas orquídeas a se manterem saudáveis ​​e felizes.

Apenas lembre-se de ser atencioso e paciente – cuidar das orquídeas leva tempo, mas é muito gratificante vê-las florescer.

Agora que você está armado com esse conhecimento, você estará no caminho certo para cultivar lindas orquídeas em pouco tempo.

Vá em frente e comece a transformar seu espaço em um oásis de orquídeas!

Para mais dicas incríveis como estas veja nossos posts no site Dicas da Flora Mendes!

Share this content: